Our Recent Posts

Archive

Tags

Nenhum tag.

Materiais Compósitos

Um material diz-se compósito quando resulta da combinação de dois ou mais materiais distintos, de maneira simplificada é a junção das fibras dispersas em um material aglomerante que se denomina de matriz.

A origem desse tipo de material tem origem no princípio da humanidade, tendo como exemplos notórios de compósitos naturais: as madeiras, os ossos e os tecidos musculares; nestes casos de compósitos naturais é possível distinguir os filamentos da fase de reforço e a fase matriz.

No caso da madeira, é caracterizada em uma fase de reforço na forma de células de celulose e uma matriz na forma de lignina, para se ter uma madeira leve e de alta resistência a matriz lignina deve ser porosa para que assim ocorra uma maior porcentagem de fibras, consequentemente a madeira terá uma resistência mecânica alta.

Para materiais de reforço constituídos de filamentos, estes sem uma matriz aglomerante que as unissem e organizassem de uma disposição fixa de filamentos, só poderiam sofrer esforços de tração.

Com comportamento totalmente distinto quando as fases se encontram separadas, mas que através da junção de fases na formação de um material compósito, assim a propriedade mecânica resultante gera um resultado intermediário superior a fase de matriz e inferior a fase de reforço fibroso (Figura 1).

Figura 1 - Gráfico Tensão deformação característico do reforço, matriz e compósito.

Assim o principal objetivo da manufatura de materiais compósitos é a de se combinar as características distintas dos dois materiais, aproveitando-se das características desejáveis formando-se um terceiro material, o compósito.

#engenhariamecanica #inovação #compósito